CLIQUE AQUI

[ FECHAR ]
 

Alguns crentes avarentos e oportunistas usam o texto de Mateus 10.8, para pedirem gratuitamente livros, CDs e outros materiais evangélicos (os quais tiveram custos para seus donos). Entretanto, esses crentes oportunistas do trabalho alheio, não leem Mateus 10.8, dentro de seu contexto imediato (os versículos anteriores e posteriores), se lessem perceberiam o que está escrito no versículo 10: “[...] o trabalhador é digno do seu alimento” (NAA). Também notariam o que deveriam ser dados de graça.

ANALISANDO O TEXTO
1) A quem Jesus deu a ordem: “vocês receberam de graça; portanto, deem de graça”?

Resposta: “Tendo Jesus chamado os seus doze discípulos, deu-lhes autoridade sobre espíritos imundos para os expulsar e para curar todo tipo de doenças e enfermidades. Jesus enviou esses doze [...] dando-lhes as seguintes instruções ...” (Mt 10.1,5 - NAA)

2) O que esses doze discípulos receberam de graça?

Resposta: “Tendo Jesus chamado os seus doze discípulos, deu-lhes autoridade sobre espíritos imundos para os expulsar e para curar todo tipo de doenças e enfermidades” (Mt 10.1 – NAA).

3) O que eles deveriam dar de graça?

Resposta: “Curem enfermos, ressuscitem mortos, purifiquem leprosos, expulsem demônios. Vocês receberam de graça; portanto, deem de graça” (Mt 10.8 – NAA).

Conclusão
Vimos claramente que o texto de Mateus 10.8, está falando do poder que Jesus deu aos seus discípulos para atividades específicas: curar, ressuscitar mortos, purificar leprosos e expulsar demônios.

O texto de Mateus 10.8, não está mandando as editoras e seus autores darem livros de graça, não está mandando os cantores evangélicos distribuírem seus CDs gratuitos, a final de contas, tudo isso tem custos e o próprio Jesus reconhece que o trabalhador deve se alimentar, ou seja, desfrutar do seu trabalho (Mt 10.10).
Por: Ev. Jair Alves

Postar um comentário

Receba Estudos Bíblicos, Lições Dominical e Novidades! É Grátis. Digite seu E-mail e  clique em Enviar:


Em seguida abra o seu e-mail e clique em nosso link de confirmação.
 
Top